"EU NÃO TENHO UMA ALMA.
EU SOU UMA ALMA.
EU TENHO UM CORPO."
C.S. LEWIS

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Vozes Poéticas de Ariadne Cavalcante

Bom dia, esta é a nova capa do meu livro que está disponível no Clube dos Autores. Quem desejar adquirir o livro acesse o link disponível abaixo:






Esta é a orelha da contracapa:



quarta-feira, 25 de junho de 2014

CONFISSÃO (Florbela Espanca)



Ouçam este soneto de Florbela Espanca recitado por mim no Recanto das Letras!

Confissão


Aborreço-te muito. Em ti há qualquer cousa

De frio e de gelado, de pérfido e cruel,
Como um orvalho frio no tampo duma lousa,
Como em doirada taça algum amargo fel.

Odeio-te também. O teu olhar ideal

O teu perfil suave, a tua boca linda,
São belas expressões de todo o humano mal
Que inunda o mar e o céu e toda a terra infinda.

Desprezo-te também. Quando te ris e falas,

Eu fico-me a pensar no mal que tu calas
Dizendo que me queres em íntimo fervor!

Odeio-te e desprezo-te. Aqui toda a minh′alma

Confessa-to a rir, muito serena e calma!
Ah, como eu te adoro, como eu te quero, amor!...

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Um Cheiro Estranho...

Estes versinhos fazem parte do desafio A Poema a Day do blog Central de Leituras. O tema de hoje é um cheiro.


Sinto um cheiro estranho...
Não sei bem de onde vem
Não, não lembra poesia
Nada tem de poético,
Aliás, é patético
Causa-me asco, náuseas, me asfixia,
Quase que me fecha a glote.
Só então percebo de onde vem...
De Judas Iscariotes.


Ariadne Cavalcante